Olá, pessoal.

Hoje vou tratar de um assunto muito importante no Power BI.
Os tipos de licenças.

Depois das mudanças que ocorreram em junho, muita gente fica em dúvida sobre até que ponto elas podem ir com cada tipo de licença. Isso, porque cada tipo suporta determinadas funções.

Então, se você realmente quer entender de vez esse assunto, sugiro a leitura minuciosa do conteúdo abaixo, pois ele trata de vários pontos importantes para quem pretende adquirir as licenças do Power BI.
Essencialmente, temos dois tipos de licenças para usuários, conforme abaixo:

  • Free
  • Pró

O Premium e Embedded são serviços adicionais que, de qualquer forma precisam de licenças PRÓ para serem adquiridos.

Serviços Adicionais:

  • Premium
  • Embedded

A principal diferença entre um usuário Gratuito e o Pró é a questão relacionada a colaboração e compartilhamento de dados.

  • FREE

O Power BI free (gratuito) é suportado no Power BI Desktop, Services e Mobile, ou seja, você consegue desenvolver um relatório pelo Desktop, publicar e visualizar na web (Services) e visualizá-lo pelo app (Mobile).
No free temos duas opções:

  • Todo mundo, sem restrição de acesso;

Ao publicar o seu relatório, você deixará a informação disponível para qualquer um que tenha o link, inclusive, a pessoa poderá compartilhar em redes sociais ou adicionar a uma página pessoal;
Nesse caso, essa opção é aconselhável para dados não sigilosos ou apenas demos, como POCs ou portfólios pessoais de analistas que trabalham com a ferramenta);

  • Somente você;

Pense nisso como um uso demonstrativo do que ela é capaz de fazer.


Recursos
A partir do dia 1 de junho de 2017, a Microsoft adicionou os seguintes recursos à versão FREE (Até então disponíveis apenas na versão PRÓ):

  • Limite de espaço de trabalho de 10 GB
  • Até 8 atualizações agendadas diárias para os conjuntos de dados
  • Streaming máxima de dados de até 1 MB/hora
  • Acesso a todas as fontes de dados, incluindo aquelas disponíveis por meio do gateway de dados local.

Tempo Gratuito de teste da versão Pró

Nesse mesmo dia, a Microsoft anunciou que os usuários que utilizavam a versão free no dia 2 de maio de 2017 ou antes dessa data, estarão qualificados para uma avaliação gratuita estendida de 12 meses do Power BI Pró.
Quem ativou após esse período, ou seja, a partir do dia 03/05/2017 em diante, terá acesso gratuito por apenas 60 dias, ou seja, dois meses.

Lembrando que a Avaliação Pró Estendida de 12 meses será encerrada para todos os usuários em 31 de maio de 2018, independente do dia que você se cadastrou.

Se após esse período você não ativar a versão pró, passará automaticamente a utilizar a versão gratuita do Power BI, sem os recursos de colaboração e compartilhamento.

No fim da vigência gratuita, você não perde o acesso aos seus relatórios, mas, os conteúdos compartilhados com outras pessoas deixarão de ficar acessíveis para os destinatários.

Da mesma forma, nessa data, você perderá o acesso ao conteúdo que outras pessoas compartilharam com você.

  • PRÓ           

O Power BI Pro é voltado para usuários que publicam relatórios, compartilham dashboards, colaboram com colegas em espaços de trabalho e participam de outras atividades relacionadas. Por exemplo, ele possibilita:

  • Compartilhar dashboards e colaborar com grupos do Office 365
  • Compartilhar dashboards e colaborar com espaços de trabalho do aplicativo
  • Exibir conteúdo compartilhado
  • Integrar conteúdo com o Microsoft Teams ou Sharepoint;

Lembrando que a licença Pró do Power BI também está disponível na versão E5 do Office 365. Nesse caso, o valor da licença já está incluso no valor total do pacote, não sendo necessário pagar o valor à parte.

Para adquirir a licença pró, você tem duas opções: Por meio do centro de administração do Office 365 ou de um parceiro ou representante Microsoft.

O Power BI Pró é cobrado mensalmente, com um compromisso anual, podendo ser adquirido no centro de administração do Office 365.

Abaixo a comparação entre as duas versões.

Comparação do FREE X PRÓ

 Recurso

FREE

PRÓ

Conectar-se a mais de 70 fontes de dados  X  X
Publicar na Web   X   X
Compartilhamento  X
Exportar para PowerPoint, Excel, CSV  X
Aplicativos  X
Assinaturas de e-mail  X
Inserir controles e APIs  X
  • PREMIUM

O Power BI Premium é uma oferta de serviço baseada em capacidade que inclui:

  • Flexibilidade para publicar relatórios de forma ampla em toda a empresa, sem que os destinatários precisem ser licenciados individualmente por usuário.
  • Maior escala e melhor desempenho com a capacidade dedicada do serviço do Power BI.
  • A capacidade de dados armazenados on-premises com o Servidor de Relatório do Power BI.
  • Embarcado em um APP ou Site, como um conjunto consistente de funcionalidades e acesso aos mais recentes recursos de análise inserida.

Quando falamos em Premium, devemos associar a dois fatores:

  • Quantidade elevada, seja de dados processados, seja de usuários;
  • Ambiente que a empresa deseja publicar os dados (On-premises);

Basicamente, você precisa se enquadrar nos cenários abaixo:

  • Precisar compartilhar relatórios com muitos usuários e, o total multiplicado por $ 9,99 ultrapassa o valor da Premium;

O menor valor que encontrei na calculadora foi $4.995, o que seria vantajoso para um total acima de 500 usuários.

  • Precisa que os seus dados sejam preservados on-premises;
  • Precisa embarcar o código em um app ou software ao qual muitos usuários irão acessar;
  • Irá publicar um alto volume de dados e precisa de escala e desempenho durante a execução dos relatórios;

Então, é importante lembrarmos que o Power BI Premium é uma licença baseada em capacidade, enquanto o Power BI Pro é uma licença baseada em compartilhamento.

Além disso, para o Premium, é necessário ter ao menos uma licença Pró para publicar relatórios, compartilhar dashboards, colaborar com colegas em espaços de trabalho e participar de outras atividades relacionadas.

Assim como o Power BI Pró, o Power BI Premium é cobrado mensalmente, com um compromisso anual, podendo ser adquirido no centro de administração do Office 365.

  • Embedded

O power BI Embedded é a versão publicada em apps externos que não os da Microsoft, como Sharepoint e o Teams, por exemplo.

Se o relatório for Embedded em outro site, existe duas possibilidades de consumo:

  • PRÓ – Desde que todos os usuários sejam Pró;
  • PREMIUM – usuários gratuitos também poderão acessar.

Basicamente, o Embedded será útil para empresas que pretendem vender serviços com relatórios embarcados e utilizarão o Power BI como recurso para isso.

Anteriormente, o Power BI Embedded era oferecido como um serviço do Azure, mas, após as mudanças de junho, passou a fazer parte do Power BI Premium.

Para quem desenvolveu os relatórios no Azure, deverão pensar em migrar sua solução de análise inserida para o Power BI Premium.

Para manter os dados on-premises, o Power BI Premium mantém os dados armazenados obrigatoriamente no Servidor de Relatório do Power BI.

Sim, você tem de usar esse recurso da Microsoft. Não pode ser em servidor Oracle, por exemplo.

O Servidor de Relatório do Power BI é um servidor on-premises que permite a implantação e a distribuição de relatórios totalmente dentro dos limites do firewall da organização, caso o cliente assim o queira, ou em um sistema híbrido, onde uma parte dos relatórios ficam restritos a acessos internos e a outra parte compartilhada em cloud.


Bem, é isso pessoal.

Fiz um compilado das principais informações. Espero que agora sim, tenham entendido como funcionam as licenças e os serviços extras oferecidos.

Abaixo as fontes consultadas:

Fiquem à vontade para mandar suas dúvidas abaixo. 🙂

Abs.
Meirieli Ribeiro.

Power BI – Tipos de licenças
Classificado como:                                                                                

20 ideias sobre “Power BI – Tipos de licenças

  • 26 de janeiro de 2018 em 4:50 PM
    Permalink

    Parabéns Meirieli!
    Post muito bom e objetivo!
    Poderia tirar duas dúvidas com você? rs
    1º Eu tenho um cubo multidimensional no Analysis, quando eu crio um datasource apontando para o cubo através do gateway do power bi pro, os dados são importados para lá ou só consultados? Como funciona?
    2º Consigo utilizar do app do power bi mobile com a licença do power bi pro?
    Muito obrigado!

    Resposta
    • 2 de fevereiro de 2018 em 11:51 AM
      Permalink

      Oi, Paulo! Tudo bem?
      A sua dúvida é bem pertinente.
      Quando estamos desenvolvendo o relatório no PB Desktop e utilizamos o modo Import de carga, ele armazenará os dados no pbix.
      Se usamos o modo Direct Query, ele atualizará o report de 30 em 30 segundos, aproximadamente, e não salva nada no arquivo. Daí, termos algumas limitações com esse tipo de carga.
      Quando publicamos no services, ele não tem mais essa base para consultar e, os dados, por sua vez, servem apenas como máscaras para dar formato e conteúdo aos relatórios.
      O Gateway atuará como uma ponte para obter esses dados, só que agora, ao invês de ficarem salvos no pbix, serão salvos no servidor cloud da Microsoft a cada refresh de dados.
      O app do Power BI você pode usar com qualquer licença! Basta ter uma conta cadastrada no Power BI que você consegue logar e visualizar seus dados normalmente! 🙂
      Abs!

      Resposta
  • 22 de janeiro de 2018 em 1:39 PM
    Permalink

    Olá Meiriele tudo bem?
    Parabéns pelo post. Bem objetivo.
    Tem uma informação que estou buscando que acredito já ter sido a dúvida de outras pessoas
    Não é possível instalar o servidor power bi (on premisses) dentro de casa sem comparar a licença premium?
    Para efeitos de custo, estava buscando uma solução mais barata para publicar e divulgar relatórios dentro da empresa. Mas pelo que eu vi se for comprar uma licença Premium de cara 5mil USD por mês não seria nada vantajoso

    Resposta
    • 22 de janeiro de 2018 em 9:54 PM
      Permalink

      Olá, Rodrigo! Tudo bem?
      Bem pertinente a sua pergunta.
      Por hora, não. A vantagem de uso do on-premises é justamente para quem precisará de muitas licenças (Acima de 500), manter os dados em casa ou de muita escalabilidade por conta do volume de dados. Nesse caso, você teria que obrigatoriamente adquirir o plano Premium pelo valor habilitado na calculadora.
      Caso tenha mais alguma, à disposição.
      Abs.
      Meirieli.

      Resposta
  • 30 de outubro de 2017 em 1:57 PM
    Permalink

    Olá Meirieli, eu li uma vez que não era possível publicar relatórios e associar dados no power bi. Sabe me dizer se isso esta associado a licença ou algum produto do power bi? Obrigada

    Resposta
    • 30 de outubro de 2017 em 3:16 PM
      Permalink

      Olá, Graziele!
      Tudo bem?
      Sempre que você publica os dados, ele leva o conjunto de dados importado para a Web, também.
      Isso independe da versão.
      Agora, se você precisar compartilhar esses dados via Power BI com outras pessoas, precisará da conta pró.
      Se preferir, pode aproveitar o conjunto de dados do Power BI, pode compartilhar o arquivo com outra pessoa ou importar da fonte de dados “Power BI Services”. 🙂
      Se tiver alguma dúvida, me informe.
      Abs.

      Resposta
  • 9 de outubro de 2017 em 10:42 AM
    Permalink

    Olá Meirieli, está muito bom, resolveu e solucionou muitos problemas de alunos que me perguntavam, ótimo.
    Vou indicar à todos seu post.
    Caso surja alguma atualização e você puder atualizar seu post, seria interessante.

    Resposta
    • 9 de outubro de 2017 em 11:42 AM
      Permalink

      Olá, Grimaldo!
      Que honra tê-lo por aqui!
      Realmente, era meio confuso dar uma resposta assertiva após as atualizações de Junho.
      Pode deixar!
      Caso algo seja atualizado, o post também será atualizado!
      Obrigada pela visita e pelo comentário! 🙂
      Att.
      Meirieli Ribeiro.

      Resposta
  • 6 de outubro de 2017 em 10:22 PM
    Permalink

    Cada riqueza de detalhe e a preocupação com a linguagem utilizada, percebe-se que pode atingir desde daquele que não convive até ao que tem como sua rotina o Power BI.
    Entendi perfeitamente de forma clara e objetiva sobre o assunto.
    Parabéns pelo blog Meiri, continue postamos mais assuntos como estes que são muito interessante.

    Resposta
    • 8 de outubro de 2017 em 8:32 PM
      Permalink

      Obrigada, Angélica!
      Fico muito feliz que tenha entendido e colaborado com o blog dando a sua opinião!
      Continuarei sim postando!
      Um grande abraço! 🙂
      Att.
      Meirieli Ribeiro.

      Resposta
  • 6 de outubro de 2017 em 3:41 PM
    Permalink

    Olá Meirieli! Obrigado por compartilhar este conteúdo!
    Tenho algumas dúvidas: Sou consultor e tenho vários clientes que desenvolvo relatórios e dashboards. Eu gostaria desenvolver e manter estes relatórios no Power BI na nuvem, e assim cada cliente acessar este relatórios, sendo que cada clientes só deve enxergar os relatórios de sua base. Como funcionaria para este caso?

    Resposta
    • 8 de outubro de 2017 em 8:30 PM
      Permalink

      Olá, Deywillan!
      Depende! Se você tiver uma mesma base contendo todos os dados se seus clientes, você pode segmentar usando o RLS.
      Se para cada cliente for um dataset diferente, você pode publicar na nuvem e conceder o acesso individual.
      Depende do cenário.
      Se quiser mais detalhes, me informe exatamente como funciona o seu cenário que te envio algumas dicas! 🙂
      Att.
      Meirieli Ribeiro.

      Resposta
      • 8 de outubro de 2017 em 9:53 PM
        Permalink

        Oi Meirieli!
        Por exemplo, tenho 3 clientes, A, B e C, cada um com suas bases. Desenvolvo relatórios e Dashboards diferentes para cada cliente. Compartilharei relatório A para o cliente A, relatório B para cliente B e assim por diante. Cada cliente não poderá ter visão dos demais clientes.
        Obrigado pela atenção!
        Deywillan

        Resposta
  • 6 de outubro de 2017 em 1:34 PM
    Permalink

    A Unica coisa que não está muito clara é que na versão do Embedded já desenvolvíamos dentro do Azure de uma forma com conexão de API, porém agora ainda não está muito claro como fazer o Embedded. Você tem alguma informação?
    abraços,

    Resposta
    • 6 de outubro de 2017 em 2:16 PM
      Permalink

      Vanice, Você pode embarcar o código em um app ou software que ele continuará autônomo, a diferença será basicamente na questão da licença.
      Eu tenho um cliente que possui uma página web da empresa com N relatórios. Como ele vende o serviço, pra ele foi mais vantajoso cada user possuir a licença pró. Mas, se fosse para uma empresa grande, com mais de 500 usuários, por exemplo, o Premium faria mais sentido, já que esse é o break even de uma licença para a outra. 🙂

      Resposta
  • 6 de outubro de 2017 em 1:32 PM
    Permalink

    Parabéns Meiri!
    Muito bom!!!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *