Fala pessoal! Tudo bem?

O post de hoje é uma dica bem legal.

Geralmente quando trabalhamos com BI, devemos ter uma tabela exclusiva com datas (Dimensão Tempo / Data / Calendário…, como preferir chamar).

Para quem não sabe, aqui vão dois motivos para essa necessidade:

1 – Quando trabalhamos com funções de inteligência de tempo no Power BI, ele somente funciona quando temos datas sequenciais, ou seja, não falta nenhum dia na sequência;

2 – Os cálculos temporais somente funcionam em colunas sem valores duplicados;

Ou seja, quando criamos uma calendário no Power BI, garantimos essas duas condições porque ele tem uma inteligência de selecionar automaticamente todo o range de datas entre a menor e a maior data existente no seu modelo.

Voltando ao assunto, às vezes não recebemos uma base com a data no formato adequado. Vem a tabela apenas com o nome do mês, ou o nome do mês e o ano em colunas separadas. Dessa forma, como vincular essa tabela a nossa tabela Calendário?

Hoje vou dar uma dica de como obter a data independente do formato que venha na sua tabela. Só precisamos realizar alguns ajustes para obter uma data no modelo.

Modelo 01 – Você possui somente o nome do mês;

  • Você precisa criar uma coluna com o número do Mês a partir dessa coluna do nome;

MêsNumero = SWITCH(TRUE(),
[Mês Nome] = “Janeiro”,01,
[Mês Nome] = “Fevereiro”,02,
[Mês Nome] = “Março”,03,
[Mês Nome] = “Abril”,04,
[Mês Nome] = “Maio”,05,
[Mês Nome] = “Junho”,06,
[Mês Nome] = “Julho”,07,
[Mês Nome] = “Agosto”,08,
[Mês Nome] = “Setembro”,09,
[Mês Nome] = “Outubro”,10,
[Mês Nome] = “Novembro”,11,
[Mês Nome] = “Dezembro”,12)


Agora, utilizando a função DATE, criar uma coluna de data;

Data = DATE(2018,Calendario[MêsNumero],”01″)


Modelo 02 – Você possui somente o nome do mês e o ano;

A diferença aqui é que ao invés de chumbar o ano como fizemos em cima (2018), você passará a coluna de ano no parâmetro da função date:


Modelo 03 – Não existe data nenhuma no seu modelo;

Nessa caso, não tem muito que fazer a não ser criar a tabela Calendário direto com as datas automaticamente;
Para isso, use a função CALENDAR.

Ela te pede a data inicial e a final. A partir disso, ela monta o range automaticamente entre as duas.
Clique em criar nova tabela e digite a fórmula abaixo:

Calendário = CALENDAR(“01/01/2018″,”31/12/2018”)

Veja como ficou:

É isso pessoal.

Se vocês tiverem alguma dúvida, não deixem de perguntar no blog.
Abs.

Meirieli Ribeiro

Power BI – Criando uma coluna de data quando ela não existe no modelo
Classificado como:                                    

4 ideias sobre “Power BI – Criando uma coluna de data quando ela não existe no modelo

  • 24 de janeiro de 2018 em 11:04 PM
    Permalink

    Datas sequenciais e sem valores duplicados. Conceito simples e essencial que pouquíssimas pessoas ensinam e que resolve, de uma vez por todas, a dúvida da existência da tabela de dimensão de tempo no modelo de dados. Parabéns!!!!

    Resposta
    • 26 de janeiro de 2018 em 3:05 AM
      Permalink

      Olá, Lincoln!
      Ganhamos essa percepção quando estamos trabalhando no dia-a-dia e vemos que as análises não funcionam por conta desses conceitos.
      Apenas informar que temos que ter uma calendário não faz muito sentido sem entender o porque.
      Fico feliz que tenha gostado da abordagem e da explicação.
      Se você tiver mais algum assunto que geralmente não é bem explicado e queira ver, por favor, fique à vontade para sugerir.
      Um grande abraço!
      Abs.
      Meirieli.

      Resposta
  • 24 de janeiro de 2018 em 8:46 PM
    Permalink

    Trabalhando com a Calendario no Excel e importando para o power bi desktop funcionará da mesma forma?
    Sugestão: quando puder cria um post sobre conexão do Power BI com o SarePoint. 😉

    Resposta
    • 26 de janeiro de 2018 em 3:02 AM
      Permalink

      Oi, Janaína! Tudo bem?
      Trabalhar com a tabela de datas no Excel (Suplementos) ou no Power BI, a função dela será a mesma. Em ambos, precisará relacioná-las com as suas tabelas que possuem data e que queria realizar análises temporais. Mesmo que criasse a tabela no Excel e importasse, teria o mesmo papel. Só penso que, se você pode criá-la direto no PB, não tem porque importá-la. 🙂
      Sobre o Sharepoint, trabalhei com o PB nas duas versões (Onpremises e online), só faltou tempo para escrever. Rs.
      Assim que tiver um tempo, darei uma ressuscitada no assunto para poder escrever um post top.
      Obrigada pela dica!
      Abs.

      Resposta

Deixe uma resposta para Janaina Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *